Brida amniótica

Brida amniótica

A brida amniótica ocorre quando a membrana que reveste internamente a "bolsa das águas" (membrana amniótica) se rompe “aprisionando” um membro ou parte fetal. Isto pode levar a deformidades das mãos e pés, estreitamentos e, em casos mais graves, até à amputação da parte fetal aprisionada. Nos casos de estreitamento do membro, quando se julga que a amputação é iminente, uma alternativa possível é “cortar” a membrana responsável pelo estreitamento através de cirurgia fetal endoscópica.

Imagem do membro inferior preservado anteriormente afetado pela brida. Notar a circulação sanguínea restabelecida após o nascimento, antes da correção cirúrgica definitiva. Sem a cirurgia a amputação intrauterina espontânea do membro (a montante da brida) seria o desfecho mais provável.

Imagens ao vivo da lise de brida intrauterina através da visão do fetoscópio. A fibra de laser “toca e rompe” a brida, restabelecendo a circulação do sangue para o membro afetado.

Célula Mater