Laser ginecologia

laser ginecologia

Laser Ginecologia

Laser para incontinência urinária

A perda involuntária de urina é um problema de saúde que atrapalha a qualidade de vida de muitas mulheres e limita suas relações sociais. Ela pode aparecer de forma transitória após o parto e também com a menopausa, em parte devido à diminuição do colágeno da pelve. Como opção para seu tratamento, dispomos hoje do laser intravaginal, um método não invasivo e não ablativo – ou seja, não queima -- que estimula a formação de novo colágeno e melhora o colágeno existente.

O laser Erbium Yag fracionado  possui uma ponteira que é introduzida na vagina, liberando energia de forma controlada em toda a parede vaginal. Ele é diferente do que é comumente usado na dermatologia, não apresentando riscos de provocar queimaduras ou dor.

A aplicação do laser é realizada em sessões de aproximadamente 15 minutos, somente com o uso de anestésico tópico. As sessões podem ser repetidas de acordo com a necessidade. A melhora na qualidade de vida pode ser observada já no primeiro mês da aplicação do laser intravaginal, com resultados durando pelo menos seis meses.

Os efeitos colaterais que podem ser observados com a aplicação do laser intravaginal são leves e incluem sensação de calor local no momento da aplicação e aumento da secreção vaginal nas primeiras 48 horas após o procedimento.

Laser ginecologia para atrofia vaginal pós menopausa

A atrofia genital ocorre em mulheres na menopausa por falta de estímulo hormonal do estrogênio nas paredes vaginais, que ficam mais finas, rígidas e perdem sua lubrificação, causando sintomas como secura vaginal, coceira, ardência e dor nas relações sexuais.

O laser intravaginal pode ser utilizado para o tratamento da atrofia genital em mulheres na menopausa por estimular a formação de novo colágeno nas paredes vaginais, melhorando a tonicidade e também sua elasticidade e lubrificação, o que possibilita relações sexuais mais prazerosas.

A grande vantagem do laser intravaginal no tratamento da atrofia genital é a possibilidade de um tratamento eficaz sem a necessidade de usar hormônios e sem efeitos adversos intensos. Para o tratamento são necessárias duas a três sessões de aproximadamente 15 minutos, com intervalos mensais para melhores resultados.

 

Conheça a equipe de Ginecologistas Célula Mater