Medicina Fetal

medicina fetal

Medicina Fetal:

Com o objetivo de avaliar o bem-estar do bebê, diagnosticar e tratar problemas em seu desenvolvimento antes do nascimento, a Medicina Fetal vem se aprimorando enormemente nas últimas décadas. Na Célula Mater, a gestante tem a seu dispor os equipamentos de ponta para realizar todos os exames necessários na rotina pré-natal, tais como ultrassonografias para avaliação do crescimento e rastreamento de anomalias fetais. Caso necessário, a clínica possui também uma equipe gabaritada para realização de cirurgias intrauterinas, algumas delas de forma pioneira.

Acesse os links a seguir e saiba mais sobre os exames disponíveis na Célula Mater:

Ultrassonografias Obstétricas:

Ultrassom Morfológico do 1º Trimestre + perfil bioquímico

O exame é habitualmente realizado através do abdome da mãe (em raros casos é preciso utilizar a via transvaginal).
Seu principal objetivo é o rastreamento de doenças genéticas, sendo a mais frequente delas a Síndrome de Down. Para isso, é preciso fazer a medida da chamada translucência nucal (TN), um “espaço preto” na região da nuca. O resultado é expresso numa fração que indica o risco daquele feto apresentar um defeito cromossômico. Acesse e saiba mais.

Ultrassom Morfológico do 2º Trimestre

O principal objetivo deste exame é a avaliação da anatomia fetal, já que, nesta fase, já é possível diagnosticar de 80% a 90% das malformações fetais (Vale lembrar que algumas anomalias só podem ser detectadas no terceiro trimestre da gravidez). Acesse e saiba mais

Ultrassonografia Obstétrica

Deve ser realizada na 38ª semana de gestação, mas pode variar dependendo de condições específicas de cada gravidez.
O principal objetivo deste exame é a avaliação do desenvolvimento e do bem estar fetal. Para isso, faz-se uma estimativa do peso do feto e do volume de líquido amniótico, além de uma avaliação da placenta e da movimentação fetal. Acesse e saiba mais

.

Ultrassonografia obstétrica 3D e 4D (tridimensional)

O período ideal para sua realização é entre 28 e 32 semanas. Gera-se por computador uma imagem em três dimensões, semelhante a uma foto. No 4D, essa imagem adquire movimento, semelhante a um filme em tempo real. Acesse e saiba mais

Orientações para Ultrassonografias

Orientações à gestante ao fazer a ultra-sonografia: Trata-se de um exame simples, que não requer preparo especial, nem mesmo encher a bexiga. Algumas dicas são importantes. Acesse e saiba mais

Exames invasivos (biópsia de vilo corial e amniocentese)

Os exames invasivos são punções realizadas através do abdômen da mãe, guiadas pela ultrassonografia, que têm como objetivo retirar material fetal para análise. São realizados com controle ultrassonográfico durante todo o procedimento. Acesse e saiba mais

Equipe de Medicina Fetal

Dra. Denise Araujo Lapa 

  • Graduação em Ginecologia e Obstetrícia (FMUSP);
  • Mestrado e Doutorado em Obstetrícia (FMUSP);
  • Especialização em Medicina Fetal em Londres;
  • Estágio (Fellow) Depto de Perinatologia no Mount Sinai Hospital de Nova Iorque;
  • Coordenadora da Rede Fetal Brasileira dedicada ao tratamento cirúrgico do feto
  • Currículo Lattes disponível: http://lattes.cnpq.br/index.htm


Dra. Lara Cesar Gabas

  • Graduação em Ginecologia e Obstetrícia (PUC-SP);
  • Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela FEBRASGO;
  • Especialização em Medicina Fetal.


Dra. Ana Paula Mosconi

  • Graduação em Ginecologia e Obstetrícia
  • Especialista em Ginecologia e Obstetrícia pela FEBRASGO;
  • Especialização em Medicina Fetal em Londres.