Síndrome de transfusão feto-fetal

Síndrome de transfusão feto-fetal

Transfusão entre gêmeos (Síndrome de transfusão feto-fetal)

Gêmeos idênticos podem trocar sangue entre si sendo necessário separar, através de cirurgia endoscópica fetal, as conexões placentárias responsáveis pela troca. Sem terapia, os casos graves tem 10% de chance de sobreviver, com a terapia através da coagulação a laser dos vasos comunicantes na superfície da placenta a sobrevida de pelo menos um feto chega a 80%.

Síndrome Transfusão Feto-Fetal.
Feto doador pequeno com líquido reduzido (stuck-twin)

Fetoscopia para tratamento da síndrome de transfusão feto-fetal.

Placenta na gestação monocoriônica demonstrando as comunicações vasculares entre os cordões umbilicais.

Ultra-sonografia Mostrando o Fetoscopio dentro da cavidade uterina

Imagem ao vivo do vaso placentário após a sua coagulação

Feto doador aprisionado junto à parede anterior do útero com a bexiga pequena

Feto receptor no qual se observa a bexiga grande e cheia, associada a polidrâmnio

Célula Mater