Covid-19: gravidez, parto e amamentação

As gestantes correm mais risco de contrair a COVID-19? A COVID-19 pode ser transmitida da mulher para seu bebê ainda por nascer ou recém-nascido? Veja a resposta para esta e outras perguntas.

As gestantes correm mais risco de contrair a COVID-19?

Atualmente estão sendo desenvolvidas pesquisas para entender os impactos da infecção da COVID 19 em gestantes. Os dados ainda são limitados, mas no momento não há nenhuma evidência de que elas corram mais riscos de desenvolverem uma doença mais grave do que a população em geral.

Contudo, devido às mudanças nos corpos e nos sistemas imunológicos, sabemos que as gestantes podem ser severamente afetadas por algumas infecções respiratórias. É importante, por isso, que elas tomem precauções para se protegerem contra a COVID-19, e relatarem possíveis sintomas (incluindo febre, tosse ou dificuldades para respirara) para seus provedores de cuidados de saúde.

A OMS continuará a revisar e atualizar suas informações e aconselhamentos assim que novas evidências estejam disponíveis.

Estou grávida. Como posso me proteger contra a COVID-19?

As gestantes devem ter as mesmas precauções para evitar a infecção pela COVID-19 que as outras pessoas. Você pode se proteger:

Lavando suas mãos com álcool em gel ou água e sabão.
Mantendo um espaço seguro entre você e as outras pessoas.
Evitando tocar seus olhos, nariz e boca.
Praticando a etiqueta respiratória. Isso significa cobrir sua boca e o nariz com seu cotovelo dobrado ou com lenço quando tossir ou espirrar. Então, descartar o lenço utilizado imediatamente.
Se tiver febre, tosse ou dificuldade para respirar, procure logo assistência médica. Telefone antes de ir para a unidade e siga as instruções da autoridade sanitária local. 

As gestantes e as puérperas – Incluindo aquelas afetadas pela COVID-19 – devem seguir com suas rotinas de acompanhamento médicos.

As gestantes devem ser testadas em relação à COVID-19?

Os protocolos de testagem e elegibilidade variam de acordo com o local em que você mora.

Contudo, as recomendações da OMS são que as gestantes com sintomas da COVID-19 devem ser priorizadas para testagem. Se tiverem COVID-19, elas podem necessitar de cuidados especializados.

A COVID-19 pode ser transmitida da mulher para seu bebê ainda por nascer ou recém-nascido?

Ainda não sabemos se uma gestante com COVID-19 pode transmitir o vírus para seu feto ou bebê durante a gravidez ou o parto. Até o momento, o vírus não foi encontrado em amostras do líquido amniótico ou leite materno.

Que cuidados devem ser tomados durante a gestação e o parto?

Todas as gestantes, incluindo aquelas com confirmação ou suspeita de infecção pela COVID-19, têm o direito a cuidados de alta qualidade antes, durante e após o parto. Isso inclui cuidados pré-natal, neonatal, pós-natal e mental.

Uma experiência de parto seguro e positivo inclui:

Ser tratada com respeito e dignidade;
Ter um(a) acompanhante de sua escolha presente durante o parto;
Comunicação clara pelos funcionários da maternidade;
Mobilidade no trabalho quando possível e posição para o parto de sua preferência.
Se há suspeita ou confirmação da COVID-19, os trabalhadores de saúde devem tomar precauções adequadas para reduzir os riscos de infeccionarem eles mesmos ou outros, incluindo o uso apropriado de roupas protetoras.

As gestantes com suspeita ou confirmação de infecção pela COVID-19 devem necessariamente serem submetidas ao parto cesariano?

Não. A OMS aconselha que o parto cesariano deve apenas ser utilizado quando clinicamente justificado.

O modo do parto deve ser individualizado e baseado nas preferências das mulheres juntamente com as indicações obstétricas.

As mulheres infectadas pela COVID-19 podem amamentar?

Sim. As mulheres com COVID-19 podem amamentar se assim o desejem. Elas devem:

Praticar a etiqueta respiratória durante a amamentação, usando máscara quando disponível;
Lavar as mãos antes e após tocar o bebê;
Rotineiramente limpar e desinfetar superfícies que tenham tocado.

Posso tocar e segurar meu bebê se tenho COVID-19?

Sim. O contato próximo e a amamentação precoce, exclusiva ajudam no crescimento do bebê.  Você deve ter apoio para:

Amamentar com segurança, com boa etiqueta respiratória; 
Segurar seu bebê diretamente pele contra pele, e
Compartilhar o quarto com o seu bebê.
Você deve lavar as mãos antes e após tocar seu bebê e manter as superfícies limpas.

Tenho COVID-19 e me sinto muito debilitada para amamentar meu bebê diretamente. O que posso fazer?

Se você se sente muito debilitada para amamentar diretamente o seu bebê devido à COVID-19 ou outras complicações, você deve ter o apoio para fornecer leite materno ao seu bebê em um modo que seja possível, disponível e aceitável para você. Isso inclui:

Extração do leite;
Relactação;
Doação de leite humano.

Fonte: Organização Mundial da Saúde (OMS)

No Comments Yet.

Leave a Reply

Célula Mater